domingo


"Tudo em mim se habituara a ele, o meu corpo, o meu coração, os meus olhos, o meu sono. E agora que ele estava a sair da minha realidade de uma forma irreversível. Era como se me arrancassem os membros, sentia-me paralisada, perdida, sem saber para onde ir, assustada e ferida sem sequer acreditar no que me estava a acontecer."