quinta-feira

 Há pedaços de mim que desfaleceram, ficando pelo caminho e deles sei que não regressam mais. Os retrocessos perderam toda a graça. Não fujo a este tema de amor que tantos falam, mas ao nosso fugi por ser fulcral demais. Dei-me a mim própria uma bofetada. Estava a precisar de levar esse açoite pela face para ver se desperto de uma vez por todas. É por isto e por aquilo que descorei do pretérito. O meu coração já não bombeia aquela imensidão de sentimento que me prendeu fortemente e me arrebatou de um golpe só. Decidi despir as vestes que ainda abundavam o pretérito e desnudei-me em frente ao meu presente. Vou deixar que os acontecimentos se sucedam e deixarei levar-me lentamente. A vida tem destas coisas. E, de novo, não me agarro a ilusões.

No entanto, fico deveras feliz por saber que te deixei uma bastante saudável marca no coração, marca que com toda a certeza, nunca voltarás a sentir. Sabes, sempre tive a esperança que um dia ias olhar para trás e perceber que a nossa única oportunidade tinha sido desperdiçada da forma mais fútil. Acertei.

4 comentários:

Renata disse...

Ainda bm q gostaste!

DanielaFilipa♥ disse...

Adorei o que li mesmo♥. Obrigado por gostares do nome, tenho um recente post se quiseres ler :) Beijinho

Cátia Mourisca disse...

LINDO!

Danfergo disse...

Olá,
gosto mesmo muito da forma e o do que escreves .
queria falar contigo. Eu mandei-te msg no face, mas nem sei se a viste.

Se poder ser, contacta-me no face ou pelo nr, deixei na msg.

Beijo.