domingo



Estou cada vez mais realista, directa e decidida. Sou uma sombra de memórias, de abraços perdidos e guardados. Sou uma espécie de incógnita. Tenho atracções, vícios, saudades de um alguém, memórias. Sou segredos e promessas de amor que criou emoções de eternidade tão certa. Sou manhãs, tardes e noites sempre presente na sua rotina. Sou uma noite, só uma noite ao seu lado. Sou a doce lembrança das vezes que as suas mãos confortavam meu rosto, acariciavam meus cabelos, entrelaçavam nas minhas mãos e segurava meu corpo que faziam cada pulsar do meu coração mais intenso. Sou a perda, o caminho incerto, o grito dentro do peito que chama quem tão depressa entrou e saiu na minha vida. Sou o desejo impetuoso pelo que reconheço agora desconhecido. Sou este amargo silêncio que rege os dias. Sou a cabeça erguida e o coração adormecido. Sou o sonho de que o querer ver a meu lado ou o pesadelo de o querer ver partir.

2 comentários:

Catarina Bessa disse...

Obrigada por gostares. Também gostei muito deste :)

mario disse...

tas muita linda nas fotos.bj